Depressão pós-carnaval

Postado por Lucas Schultheiss Monteiro On 09:02

A bandeira enrolou. O som dos tamborins não pode mais ser ouvido. O samba não toca mais na rádio. A quadra fechou para reforma. Os fins de semana não são mais em rodas de amigos sambando. Para muita gente, o ano só começa depois do carnaval, mas, para mim e para muitos outros o ano só engrena mesmo depois que a movimentação do carnaval toma conta da cidade. Os dias parecem vazios. Não temos nada para fazer no final de semana. Parece estranho, mas até as queimaduras de cola-quente fazem falta, mas isso, porque eram cercadas de conversas de amigos. Resta-nos ver fotos e vídeos de desfiles para tentar animar e relembrar aqueles momentos de alegria. E como em Vitória as escolas demoram demais para voltar ao trabalho, vamos esperando até que os enredos se definam, as disputas de samba comecem, os trabalhos no barracão retornem e o mundo volte a girar.

"A felicidade do pobre parece / A grande ilusão do carnaval
A gente trabalha o ano inteiro / Por um momento de sonho
Pra fazer a fantasia / De rei ou de pirata ou jardineira
e tudo se acabar na quarta feira"
(Tom Jobim e Vinicius de Moraes)

Reações: